Enclausurado nas expectativas ou aberto às possibilidades?

EXPECTATIVAS SÃO A PORTA DA FRUSTRAÇÃO

Pense bem antes de responder. E aproveite para se questionar: quanto você depositado de expectativas em algo que você quer que aconteça esta semana, este mês, este ano, para que tudo “dê certo” e você seja feliz?
Minha vez de perguntar: isso não soa a uma espécie de chantagem com a felicidade?

 

A MÍOPE DITADURA DO FOCO

Você investe em si mesmo profissionalmente, ou numa relação afetiva com alguém, ou na aquisição de um bem, ou na família, faz sacrifícios, dá o seu máximo, sua melhor energia, coloca todo o seu foco e, o que é muito natural no ser humano, você torce para receber algo em troca daquilo que está dando para o mundo.
Ao investir nossa energia focada, não em algo (o que é bom), mas na expectativa do retorno de algo, nós nos fechamos a tudo que está à nossa volta.
Inúmeras coisas podem estar acontecendo. Inúmeras possibilidades podem estar embaixo do nariz. Mas como não estão no foco, a gente não enxerga.
Elas passam.
E a gente acha que nada aconteceu, porque não estavam no foco.
E a gente não viu, ou não quis ver.
Vamos rever isso?

 

A VISÃO PERIFÉRICA

De monges da idade média a soldados israelenses, treinar a visão periférica tem aberto os olhos daqueles que precisam enxergar o que o ser humano comum não consegue.

Relaxar a vista, afrouxar o foco, respirar suavemente olhando para o nada.
E de tanto olhar para o nada, como que num milagre, de repente a gente está vendo tudo ao mesmo tempo, porque a visão periférica capta tudo. É mágico. É a mente perceptiva em flow!
O pássaro que pousa, o sinal que abre, o motorista ao celular, a bituca de cigarro jogada, a folha da árvore balancando, a criança chorando, o grilo pulando.

Tudo ao mesmo tempo.
E a mente está profundamente relaxada. Praticamente não faz esforço para perceber tudo.

 

QUE TAL USAR A VISÃO PERIFÉRICA NA VIDA?

Assim como seus olhos, sua mente e sua atenção podem estar mais abertas ao agora, sem “querer perceber” algo, mas percebendo tudo, aberta às possibilidades.

As possibilidades estão simplesmente aí, saltando à nossa vista, mas não para as mentes focadas demais na expectativa de receber algo em troca do mundo. Esteja aberto doando alegria, contato humano, abraços, pelo simples ato de dar ao mundo.
Seja menos eu e mais tú, ele, nós, vós, eles. Abra-se às possibilidades mas não espere delas.

Apenas as enxergue.

Deixe uma resposta